What Cha’ Gonna Do for Me (Chaka Khan)

What Cha’ Gonna Do for Me integra o álbum homônimo, lançado em 1981, pela cantora Chaka Khan.

Nesta canção, o baterista é o inglês Steve Ferrone, músico que já tocou com a Average White Band, Tom Petty & The Heartbreakers e Eric Clapton, entre outros.

A música, que possui a fórmula de compasso 4 por 4, é iniciada com um fill (virada) de bateria, onde podemos notar o uso do rulo de 5 toques, seguido de toques simples.

Na introdução, percebemos que a levada de bateria possui ciclos de dois compassos (por exemplo, compassos 2 e 3) e está distribuída entre caixa e bumbo, além do chimbal, onde o baterista toca uma figura rítmica com uma colcheia e duas semicolcheias (com acentos na cabeça de cada tempo). Essa idéia rítmica é tocada durante quase toda a música, tanto no chimbal como no prato de condução.

Em quase toda a parte A, o groove (por exemplo, compassos 10 e 11) é muito parecido com o da introdução, variando ligeiramente nos dois compassos finais, acompanhando as mudanças da música. No último compasso da parte A, sempre há uma preparação para a seção seguinte (compassos 17, 25, 45 e 53).

Na maior parte do refrão, encontramos uma outra levada de dois compassos (por exemplo, compassos 26 e 27), que contrasta musicalmente com as apresentadas nas seções anteriores. Isto se deve, principalmente, à mudança das notas tocadas no bumbo. Uma abertura de chimbal no último contratempo do primeiro compasso deste groove (compasso 26), também contribui para diferenciar esta levada das demais.

Assim como nas outras seções desta canção, o refrão também possui uma virada em seus últimos compassos (compassos 33, 61, 69, 93 e 94, 100 e 101).

Os dois últimos refrãos da música (compasso 86 ao fim) são conduzidos no prato de condução, com os acentos (na cabeça de cada tempo) sendo tocados na cúpula do mesmo. Tocada no groove dos refrãos anteriores, a abertura de chimbal é mantida, sendo tocada agora com a mão esquerda, enquanto a mão direita toca o prato de condução.

O interlúdio e o solo de saxofone contam com levadas similares à introdução, já que estes são musicalmente semelhantes.

Embora encontremos um pouco mais de variações na levada da parte B, principalmente com relação ao bumbo, ouvimos que o baterista também faz essas mudanças seguindo música. No fill que encerra esta seção (compasso 77), percebemos o uso do rulo de pressão (multiple bounce roll, também chamado buzz roll ou press roll).

O andamento (semínima = 106) é uma sugestão, já que a banda controla o mesmo de acordo com o momento em que a canção está (os refrãos são tocados ligeiramente mais para a frente que as outras seções).

Analisando a performance de Steve Ferrone em What Cha’ Gonna Do for Me, fica claro que o baterista toca de maneira musical, aplicando idéias que “casam” perfeitamente com a melodia principal e com o arranjo.

 


Versão original de What Cha’ Gonna Do for Me

 

            

Versão ao vivo de What Cha’ Gonna Do for Me             Steve Ferrone com a Buddy Rich Big Band