Unholy (Kiss)

Olá a todos!

Esta transcrição é do baterista Eric Singer, que tornou-se membro do Kiss em dezembro de 1991, substituindo Eric Carr, que faleceu no mesmo ano, em decorrência de complicações causadas por um câncer.

Revenge (Kiss)

Sua primeira passagem pela banda durou até 1996, ano em que foi substituído por Peter Criss, baterista original. O músico também tocou na banda entre 2001 e 2002, retornando definitivamente em 2004.

Eric Singer possui também uma extensa discografia fora do Kiss, tendo tocado com Badlands (recomendo o primeiro disco desta banda), Alice Cooper, Lita Ford, Black Sabbath, Brian May, Gary Moore, Gilby Clarke, e outros.

Unholy é canção que abre Revenge (1992), álbum que se caracteriza por uma sonoridade com guitarras mais pesadas, algo que a banda havia deixado de lado em álbuns como Asylum (1985), Crazy Nights (1987) e Hot In The Shade (1989).

Vamos à análise da música. Já imprimiram a transcrição?

UnholyUnholy é praticamente toda com a fórmula de compasso 4 por 4 (4 tempos por compasso/unidade de tempo = semínima). Entretanto, encontramos rápidas passagens para 3 por 4 no final do solo de guitarra. Entraremos em mais detalhes a seguir.

É importante dizer que, como os versos tem ideias musicais similares, mas não idênticas, diferenciamos estas partes em A1 e A2. Mantivemos este padrão para nomear os refrãos.

A música é iniciada com um riff de guitarra de quatro compassos (0:18 a 0:26). Este riff será repetido durante os versos. O baterista faz uma virada simples exatamente no momento em que o cantor e baixista Gene Simmons entra na música (compasso 4).

Em Unholy, Eric Singer toca levadas simples, normalmente com o chimbal meio aberto na cabeça de cada tempo e a caixa nos tempos 2 e 4. Perceba que o ritmo do bumbo possui mais variações, dependendo da seção da canção.

Por exemplo, na parte A1, nos compassos de 5 a 8 (0:26 a 0:34) encontramos uma levada de quatro compassos que “conversa” com riff de guitarra e com a melodia. Já nos compassos 9 a 12 (0:35 a 0:41), o baterista toca mais variações (ataques nos pratos e algumas viradas) sem desmontar o groove completamente, reforçando o rítmo que foi tocado nos outros instrumentos.Eric Singer

Nos refrãos, embora este novo riff de guitarra tenha quatro compassos, reconhecemos uma levada de bateria de apenas um compasso (ver compasso 20), que se repete. Aqui, a cada quatro compassos o baterista toca um fill (por exemplo, compassos 20 a 23, 42 a 45, 46 a 49, 80 a 83, e 84 a 87).

Aliás, nas viradas de Unholy, o baterista aplica o rulo de toques simples, o single stroke four e o flam. Em alguns momentos (compassos 52, 58 e 91), notamos o uso de dois bumbos (toques alternados).

Entre os compassos 55 e 58 (2:07 a 2:16) temos uma ponte como preparação para o solo de guitarra. Repare que neste trecho, Eric Singer conduz a levada no surdo, retornando para o chimbal na seção seguinte. Este ciclo de quatro compassos é a base de boa parte do solo, precisamente dos compassos 59 a 65 (2:16 a 2:37).

No final do solo, entre os compassos 66 e 69, embora tenhamos alternância de compassos de 4 e 3 tempos (ouça a guitarra base e o baixo), note que Eric Singer continua tocando em 4 sobre essa ideia (ver a contagem nos compassos 67 e 68). Essa tensão é resolvida no compasso 71.

Palco da Revenge TourUnholy é finalizada com uma grande virada (compassos 91 a 93, 3:27 a 3:34), que é uma versão estendida do fill encontrado nos compassos 53 e 54 (2:03 a 2:08).

Escutando a performance de Eric Singer, notamos que o baterista toca de maneira firme e simples, respeitando a canção ao máximo, deixando para aplicar suas frases marcantes em pequenos trechos, o que faz com que a música fique ainda mais interessante.

Para finalizar, vale registrar que Eric Singer trouxe para o Kiss uma sonoridade de bateria mais moderna, contribuindo para que o grupo chegasse no som mais pesado e contemporâneo pretendido em Revenge.

Bom, espero que tenha ajudado vocês a saber mais sobre este grande músico. Agora é suar a camisa!

Divirtam-se!

Até a próxima!

 

                     

Versão original de Unholy (Kiss)                                             Versão ao vivo de Unholy (Revenge Tour)

 

                    

Versão ao vivo de Unholy (Eric Singer’s shot)                          A entrada de Eric Singer no Kiss